01 outubro 2014

Dica de leitura: Extraordinário + O Projeto Rosie


Nesse tempo que o blog ficou fora do ar eu tive a oportunidade de ler alguns livros muito bons. Li menos do que gostaria, já que também tenho os textos científicos da universidade para dar conta, mas ainda assim foram leituras prazerosas. Selecionei esses dois livros para citar primeiramente porque estão entre os que mais gostei. Eles têm estilos e histórias completamente diferentes, mas ambos me agradaram imensamente.

Número de páginas: 313 Editora: Intrínseca Autora: R.J. Palacio

SINOPSE: August Pullman, o Auggie, nasceu com uma síndrome genética cuja sequela é uma severa deformidade facial, que lhe impôs diversas cirurgias e complicações médicas. Por isso ele nunca frequentou uma escola de verdade... até agora. Todo mundo sabe que é difícil ser um aluno novo, mais ainda quando se tem um rosto tão diferente. Prestes a começar o quinto ano em um colégio particular de Nova York, Auggie tem uma missão nada fácil pela frente: convencer os colegas de que, apesar da aparência incomum, ele é um menino igual a todos os outros. Narrado da perspectiva de Auggie e também de seus familiares e amigos, com momentos comoventes e outros descontraídos, Extraordinário consegue captar o impacto que um menino pode causar na vida e no comportamento de todos, família, amigos e comunidade - um impacto forte, comovente e, sem dúvida nenhuma, extraordinariamente positivo, que vai tocar todo tipo de leitor. (skoob)


Extraordinário é um livro lindo, que devia ser lido por todos. Ele nos ensina a ser agradecidos pelo que somos e pelo que temos, a julgar menos e amar mais. Auggie tem 10 anos e possui uma deformidade facial. Mas a perspectiva com que a autora conduz a história nos faz perceber que ele é um menino diferente, sim, mas só porque o mundo externo o considera como tal. Ele só se sente diferente porque percebe como o olhar das pessoas é diferenciado para ele. E é exatamente assim que as pessoas agem no mundo real. É impossível você não se envergonhar um pouco lendo esse livro e passar a olhar as coisas de um novo jeito.


O que mais gostei foi o fato do livro ser dividido em partes, sendo cada parte narrada por um personagem diferente. Você pode perceber como Auggie se sente e como as pessoas ao redor dele o observam: sua irmã, o namorado da irmã, os novos amigos da escola, enfim. E apesar do livro falar sobre um assunto sério, a história é contada de forma leve e diversas vezes divertida. Os capítulos curtinhos são ótimos pra manter o ritmo da leitura. Sem falar nessa capa linda, formatação ótima e páginas amareladas. Além disso, o livro é cheio de frases marcantes (pesquisa no google que você vai ver, haha). Uma história tocante e maravilhosa que mexeu muito comigo. Super recomendo!

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Número de páginas: 316 Editora: Record Autor: Graeme Simsion

SINOPSE: Para se ter a vida de Don Tillman, não é preciso muito esforço. Às terças-feiras come-se lagosta com salada de wasabi (seguindo um roteiro com refeições padronizadas que evitam o desperdício de ingredientes e de tempo no preparo); todos os compromissos são executados de acordo com o cronograma – alguns minutos reservados para a prática do aikido e do caratê antes de dormir; uma hora para limpar o banheiro; três dias da semana reservados para suas idas à feira – e se, apesar dessa programação, algum desagradável contratempo surgir em sua rotina, não há nada que não possa ser solucionado com meia hora de pesquisa científica. Exceto as mulheres. Até o momento, a única coisa não esclarecida pelos estudos no campo de atuação de Don, a genética, é o motivo para sua incapacidade de arrumar uma esposa. Uma namorada ao menos? Para solucionar esse problema do modo mais eficaz, Don desenvolve o Projeto Esposa, um questionário meticuloso que irá ajudá-lo a filtrar candidatas inadequadas a seu estilo de vida: fumantes JAMAIS, e mulheres que se atrasam por mais de cinco minutos ou que usam muita maquiagem estão fora dos critérios pouco flexíveis que o levarão à mulher ideal. O único problema é que um questionário desse tipo exige tempo e dedicação, duas coisas que começaram a diminuir exponencialmente no cotidiano de Don desde que ele conheceu Rosie: fumante, vegetariana e incapaz de chegar na hora marcada. Ou esse era o único problema até Rosie entrar na vida de Don e – despretensiosamente, uma vez que ela nunca se candidatou ao Projeto Esposa – mostrá-lo que a mulher ideal não existe, mas o amor, sim. (Adaptada do skoob)


Don Tillman é um personagens desses hilários, que fazem a gente ficar com vergonha alheia, sabe?! Se você assiste The Big Bang Theory vai descobrir que ele lembra bastante o Sheldon em vários aspetos, inclusive nas baixas habilidades sociais e na aparente incapacidade de amar. Don tem 39 anos, é muito bonito e musculoso, mas nunca teve jeito com as mulheres. Ele tem sua vida toda organizada para cada dia da semana, e essa agenda nunca muda. Pelo menos não até ele conhecer Rosie. Ele começa a quebrar todas as suas regras e mudar toda a sua rotina depois que passa a conviver com ela, uma mulher que é totalmente o contrário do que o agrada, mas que vai mudar sua vida e sua forma de pensar. 


A história é narrada por Don e, por ele ser essa pessoa "diferente", é muito divertido acompanhar sua forma de pensar. A leitura flui facilmente e de forma bem agradável. É muito interessante ir acompanhando as aventuras e as descobertas que os dois vão fazendo juntos e perceber todas as mudanças, não só em Don, mas também em Rosie. E, apesar de sua "suposta falta de emoções" (p.150), Don nos ensina muito sobre o relacionamento com o outro, valores e até mesmo sobre as próprias emoções. A capa e tudo mais também são muito lindinhos. Enfim, recomendo esse livro, por ser uma leitura leve, reflexiva e engraçada, e por ter me surpreendido positivamente.

Alguém já leu um desses livros? O que acharam?

Nenhum comentário:

Postar um comentário